sábado, 29 de dezembro de 2012

Chora o Poeta.

Ah! Saudade dos campos de fora
A gota do orvalho pela manhã
A firme e reluzente aurora
O gosto da mais vermelha maçã

Ah! Saudade da noite
A lua com as estrelas, a brincar
A brisa e o seu açoite
Em minha alma, a tocar

Ah! Saudade das flores
Pétalas que cantam suavemente
Lembranças de mil amores
Invadem o coração docemente

Ah! Saudade das nuvens
Rainhas, donas do céu
Nas suas infinitas formas
Escondem o sol com seu véu

Ah! Saudade da bela moça
Que há tempos não vejo
Princesa delicada, preciosa louça
Meus lábios exigem o teu beijo

Ah! Saudade que maltrata
Até quando irei sofrer?
Por um instante enlouqueço
Torna inútil meu viver
És uma tortura cruel
As memórias me consomem
Assim chora o poeta
Como qualquer outro homem

Ah! Saudade que me atormenta
Vai chegar o dia sim
E de ti, me desprenderei
Trilhando um caminho de jasmins
Ah! Saudade
Como aliviar essa dor?
No meu peito jaz uma brasa
Por que tão insano e ardente este calor?

Ah! Os belos campos de fora
Juro por Deus que vou voltar
Não partirei nunca mais
E com essa saudade vou acabar


Samuel Garcia
Piratini, 29/12/2012

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Revolução do Amor.

Vamos lá, ponha o seu melhor sorriso
Deixe de lado o juízo
Abrace a confiança e beije a sinceridade
Nada que é por amor puro fica pela metade

Vá em frente e espalhe a todos que puder
O mundo precisa saber o que o nosso coração quer
Liberdade para amar, confiar e sonhar
E até as mais belas poesias irão se concretizar

Hora de liberar o potencial que possuímos
Em nossa alma, jaz uma porta que não abrimos
É a energia que todos nós precisamos
Essência que nos torna verdadeiros humanos

O desafio já foi lançado
Podemos fazer muito mais do que o esperado
A causa é justa
Ver a terra vasta de amor, sem saber quanto custa

Não tenha vergonha! Em breve ela deixará de existir
O mundo não deve ter medo do que está por vir
A revolução do amor chegará nos quatro cantos
Será a verdade e a justiça, não apenas em mim mas em tantos

Joguem fora suas armas
Rasguem as suas fardas
A partir de agora, será somente uma nação
Cuja única tarefa é purificar por completo o coração

Vamos lá, não temos tempo a perder
Não é impossível fazer acontecer
Amanhã quando o sol se abrir
A nova realidade vai surgir

Eu sei que vai...


Samuel Garcia
Piratini, 26/12/2012

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Soneto pra Morena.

Ah! Morena, tão formosa morena
Fazes dos meus sonhos, a tua morada
Em qualquer lugar, roubas a cena
Olha o sol se pondo e suspira apaixonada

Minha morena, sei que te tormenta a saudade
Quando a noite cai, não contém as lágrimas
Na manhã seguinte, ouve o vento trazendo a novidade
O nosso destino é a nossa união, cedo ou tarde

Morena, o tempo é cruel
Lembra? Deitados olhando pro céu
Foi quando se consagrou esse amor tão fiel

Morena, prometo por tudo que é mais sagrado
Em uma manhã dessas, irei pra ficar do teu lado
Morena, só te amando me sinto realizado


Samuel Garcia
Barrocão, 3º Distrito de Piratini, 22/12/2012

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Os Dois Lados da Moeda.

Os dois lados da moeda
O sol e a chuva 
Juntos formam o lindo arco-íris
E lá no horizonte faz sua curva

Os dois lados da moeda
A força e a fraqueza
Acredite, tente, lute pelos seus sonhos
E verás que a esperança te concede destreza

Os dois lados da moeda
A fortuna e a miséria
Não basta o poder para ser feliz
Amor pelo próximo é coisa séria

Os dois lados da moeda
A realidade e a imaginação
Universos paralelos
Cada qual tem sua razão

Os dois lados da moeda
O querer e o esquecer
No entanto, imprevisíveis
Cada qual pode se romper

Os dois lados da moeda
A luz e a escuridão
Disputando o domínio do mundo
Penumbra que já está atrapalhando nossa visão

Os dois lados da moeda
A vida e a morte
Destino único para todos 
Não existe fuga por sorte

Os dois lados da moeda
Cara e coroa
Depois das comparações anteriores
Vejam que estranho agora ressoa


Samuel Garcia
Piratini, 20/12/2012

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Angústia.

São sete horas da manhã
Na minha poltrona, sentei
Pesando sob minhas costas, o afã
Queria desatar os nós que há tempos amarrei

Passei por grandes barreiras
Perdi alguém imperdível
O que pra mim era limpo, só restou poeira
Foi então que acabei por abraçar o inadmissível

Desviei da trilha do amor
Com o mundo, me tornei amargurado
Mas graças a Deus, nosso Senhor
Ele me trouxe para o outro lado

Meus erros ainda me perturbam
Minha consciência fala regularmente
Várias vozes me sussurram
Que eu poderia ter feito tudo diferente

Mas de nada adianta!
O tempo é rei e não volta atrás
Sinto agonizando meu mantra
Me julgando por eu não ter sido capaz
Quem amou e eu não notei?
Quem sorriu e eu não percebi?
Quem chorou e eu não me importei?
Quem partiu e eu não vi?

Me persegue o pensamento
Eu poderia fazer muito mais 
Trago a dor do merecimento
Um velho navio que nunca zarpou do cais


Samuel Garcia
Piratini, 14/12/2012

sábado, 8 de dezembro de 2012

Novamente.

O seu lindo sorriso
Uma única flor no paraíso
Tão puro, sincero e diferente
Talvez o veja novamente...

A sua linda voz
Eu sou meu próprio algoz
É a mais bela canção existente
Talvez a ouça novamente...

Os seus lindos lábios
Quebra-cabeça para os mais sábios
É onde me perco intensamente
Talvez os prove novamente...

Os seus lindos olhos
Eu sou a água, mas não molho
Não há estrela mais reluzente
Talvez os contemple novamente...

Ah! Mulher!
Seu suspiro é dádiva
Sua presença seca lágrima
Roda seu vestido e se põe a sorrir
Sempre pronta para o que der e vier 

Tem em si, tanto poder

Labirinto impossível de se perder
Você é o amor latente
Talvez te tenha novamente...


Samuel Garcia
Piratini, 08/12/2012

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Primeiro Soneto.

É hora de acabar com o cansaço
Estava ocupado enquanto tantos sorriam 
São as páginas de um livro que eu amasso
São as lágrimas enxugadas que ainda jaziam

Talvez eu fui egoísta
Busquei a minha felicidade a todo momento
Mas se o mundo é dos que lutam por seus sonhos
Qual será o objetivo desse soneto?

Uma vida sem arrependimento certamente é plena
Ah! Se todos acreditassem no seu potencial...
E ainda há quem creia que desistir é tão normal...

Coragem é a chave para os nossos sonhos
E todos nós temos, com ela só resta confiar
Afinal, todo sonho espera se realizar!


Samuel Garcia
Piratini, 26/11/2012

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

A Voz da Poesia.

Meu coração é uma casa
Abro portas e janelas
E as mais sinceras inspirações
Nascem com fervor e à luz de velas

É como as folhas que se movem
Ação do vento ousado e ocasional
Se ele soprasse sempre
Levaria do mundo todo o mal

Tu não precisa me perguntar
Faça-se em mim quando achar necessário
Pois quero as palavras certas te dar
E fazer do belo, o extraordinário

A inspiração é a tua fonte
Vens da alma e exige liberdade
Sendo assim, te quero livre
Tua palavra é paz, amor e igualdade

Estás presente no meu âmago
Minha alma é tua morada
Imensa essa confiança que tu me deposita
Contigo, possuo tudo sem exigir nada

Tu me dá a lança e o escudo
Tu me faz guerreiro
Pra ti, sempre estou pronto
Pra ti, sou muito mais do que um mensageiro

Sei que mais inspirações virão
E irei traduzi-las de forma correta
Para que o mundo então saiba
O verdadeiro poder de um poeta


Samuel Garcia
Piratini, 21/11/2012

sábado, 10 de novembro de 2012

O Verão Vem Aí.

Meu suor já demonstra
E eu não consigo acreditar
Eu conheço esse calor
A saudade é o que terei de enfrentar

Agora já faz um ano
Tempo, leva as memórias contigo
Pois eu não suporto mais
Te peço esse favor, meu amigo

Desde então, procuro em outras
Encontrar o que não pode ser encontrado
Sim, o que tento é impossível
Aonde quer que eu vá, sinto a sombra do passado

Quem dera que o tempo ainda não me abandonasse
Me ajude a convencer meu coração
Saudades e sonhos não são motivos
Para lutar por algo em vão

E o que tu disse aquela vez:
''Não te abandonarei por nada''
Me atormenta todas as noites
Deixaste uma fria escuridão na minha estrada

E o que adianta dizer que te odeio?
E o que adianta dizer que te esqueci?
Seria tolice tentar enganar a mim mesmo
Nunca neguei esse amor, desde o dia em que te perdi

Sentimento tão puro e verdadeiro
Ainda lembro do dia em que nasceu
Mas fui tolo e acreditei em ti
Plantei a semente, que não floresceu

E nessa época me vem as recordações
Às vezes em que a teu lado, sorri
Vou esquecer tudo isso
Porque o verão vem aí...


Samuel Garcia
Piratini, 10/11/2012

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Enquanto o Sol Nascer.

Quando abro meus olhos
Sinto que não está tudo no seu lugar
Tais quais as lembranças esquecidas
Simplesmente não consigo consertar

O vento murmura algo
Mas meus ouvidos se recusam a ouvir
São tantas as portas que se abrem
Por onde devo seguir?

A noite, ah, essa escura noite 
Sempre exige tanto de mim
Procuro a luz da lua
Que tem seu refúgio atrás das nuvens

Tantas escolhas, poucas decisões
Peço a Deus que me mostre o caminho
Ando perdido em multidões
Mas estou sozinho

E tudo parece estar do contra
Não me deixo convencer
Acredito na minha fé
Pois nela está o desejo de vencer

Quando fecho meus olhos
O que quero é descansar
Enquanto o sol nascer
Minha virtude é tentar


Samuel Garcia
Piratini, 07/11/2012

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Rosas.

Se existir fé entre a humanidade
Se existir a necessidade de dizer
Se progredir a chama da verdade
Se progredir a escolha para viver
Se seguir a luta pela igualdade
Se seguir o mal, esquecer
Se conseguir a tão sonhada liberdade
Se conseguir a coragem para crer
Um novo mundo é possível
Olhe para o céu azul
E se o céu estiver escuro, lembrem-se
As rosas estão de norte a sul

O bem vive nessa terra
Não julgue como ilusão
Se der ouvidos ao mal, a esperança se encerra
Apesar de tanta desgraça, entenda a razão
O bem não se enterra
Amigo, venha comigo reverter essa situação

É na beleza das rosas
Que a fé está exposta
Nas suas cores e delicadeza formosas
Saiba que tudo que é perfeito, está à mostra

Viva somente para o bem
Não lembre das dores
Ame e dê carinho à sua rosa
Pois elas não são somente flores


Samuel Garcia
Barrocão, 3º Distrito de Piratini, 28/10/2012

domingo, 21 de outubro de 2012

Tanto para Viver.

Tanto para viver
Tanto para sonhar
A força para querer
A fé para acreditar

É como a grama no estio
Perde a cor e sentimos dó
Deixou um espaço vazio
No coração de todos nós

Por que precisaste partir?
Tua figura permanecerá só na lembrança
Daríamos tudo pra te ver aqui, a sorrir
Nos transmitindo amor e confiança

Tantas memórias guardadas
Memórias que ficarão pra sempre
Memórias que ficarão marcadas
Tanto no nosso coração como na nossa mente

Foi um bondoso anjo de Deus
Que por ordem dele, desceu a esse mundo
Para alegrar a nossa vida, os familiares teus
Deixando em cada um de nós, por ti, um amor profundo

Meu primo, tu tinha tanto a conquistar
Não merecia passar por tudo que passou
Mas sei o quanto guerreiro foi, tua meta era lutar
Sei que foi para o Reino de Deus e lá a paz, encontrou

Agora só resta a saudade
Daqueles momentos de alegria
É dura a verdade
Mas temos que lidar com ela dia após dia

Esperamos te ver novamente
Afinal, não somos eternos
Chegará nossa vez inevitavelmente
E tu irá nos receber de braços abertos

Dedicada a Vagner Garcia
Samuel Garcia
Piratini, 21/10/2012

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

O que fazer?

O que fazer?
Essa é a questão
Em um mundo de desigualdades
Onde não prevalece a união

O que fazer com a fé?
Se a cada dia sofre no irmão necessitado
Desesperada, busca uma luz salvadora
Um feixe pra manter um espaço iluminado

O que fazer com a honestidade?
Que a cada dia se perde mais e mais no passado
É a mentira e a falta de caráter prosperando
É o certo contra o errado, então, escolha seu lado

O que fazer com a humildade?
Se a cada dia é esquecida
Luxo e fama devoram a pureza
E arrancam do ser os prazeres naturais da vida

O que fazer com a paz?
Se a cada dia foge do medo
Sempre procura uma fonte de amor
Onde possa instalar seu doce aconchego

O que fazer com o amor?
Que a cada dia vai perdendo sua beleza
Não acha seu lugar em meio as guerras
É muito ódio pra pouca pureza


Samuel Garcia
Piratini, 18/10/2012

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

É Tudo V1d4 L0k4.

Juventude independente
Exige seus direitos
Ingênuos, eles são crentes
De exigir o tal ''merecido'' respeito

Desobedecer os ''coroa''?
Já é algo comum
A bronca por toda casa ressoa
Quase sempre não leva a lugar algum

E assim é que funciona
''Os mano curti essa banda
Bã! Muito porreta, até me emociona, véi''
E assim vai pegando a onda

''Nossa véi, que roupa fera!
Tem tudo a vê comigo
Bora comprá o zuniforme e já era
Calça, corrente e um abrigo''

É óbvio que nem todos se comportam assim
Mas sempre há aquela parte metida
Recebem nas mãos, do pai e a mãe o ''din din''
E saem por aí, gozando a vida

''Os coroa num manda em mim
Comigo é na base do ''cala a boca''
Sentem grande satisfação, quando dizem assim:
''Como é bom ser v1d4 l0k4''


Samuel Garcia
Piratini, 01/10/2012

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Simples Toque.

Ao simples toque no teu corpo
É como se perdesse minha consciência
Agindo por puro instinto
Aniquilo a voraz carência
Carência por ti
Tua beleza divina
O prazer do teu aroma
Apreciar tua perfeição já virou minha sina

Por que é deste jeito?
Por que não consigo te esquecer?
Se não estou contigo fico impaciente
Não há como não te querer
A vida continua, eu sei
Mas sem ti, o que seria de mim?
Não vejo graça em nada
Por que tem que ser assim?

E depois ainda me provoca
Tento me controlar mas é impossível
Sou teu escravo, me rendo a ti
Será que tu és humana? É incrível
Bela como uma princesa
Poderosa como uma rainha
Me sinto desligado
Quando tua boca encosta na minha

Busco uma maneira urgente
De conseguir viver sem ti
É difícil de acreditar
Mas só tu me faz sorrir
Talvez me distanciando
Seja a solução
Mas não esqueça que ainda te amo
Só quero mais espaço no meu coração


Samuel Garcia
Piratini, 26/09/2012

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Sempre.

Só em te ver
Meu coração bate depressa
Fica tão agitado
Já eu, fico eufórico e nada mais me interessa

Quando estou contigo
Quero tanto falar
Que acabo ficando nervoso
E poucas palavras termino por pronunciar

Talvez se nota como fico atrapalhado
Estar do teu lado é um momento especial
São raras essas ocasiões
E eu tento agir como se fosse um encontro normal

Mas apesar de todos os esforços, não consigo
Tua presença me deixa assim
Empolgado, inseguro, radiante
São vários os efeitos sobre mim

E quando fico perto de ti
Surge uma imensa vontade de te cuidar
Do teu lado fico a te proteger
Talvez do que o futuro irá reservar

Sensação ótima essa
Te proteger me satisfaz
Só meu coração entende
A felicidade que me traz

Através dessa poesia, espero que compreendas
Tudo o que sinto, o que guardo só pra mim
Penso em ti o tempo todo
Sempre, todos os dias do início ao fim


Samuel Garcia
Piratini, 21/09/2012

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

A Mim Só Resta Lembrar.

A mim só resta lembrar
Daquele primeiro carinho que recebi
Aquele amor incondicional dos meus pais
Bons momentos de alegria em que vivi

A mim só resta lembrar
Das minhas primeiras travessuras
Com minhas artimanhas
Levava todos à loucura

A mim só resta lembrar
Do primeiro dia na escola
Por mais que a minha mãe me deixasse na sala
Eu sempre voltava pra ela, como uma mola

A mim só resta lembrar
Dos primeiros amigos
Alguns, da minha vida, precisaram partir
E outros ainda estão comigo

A mim só resta lembrar
Daquela linda garotinha
Brincávamos de marido e mulher
Eu a achava uma gracinha

A mim só resta lembrar
Daquele primeiro beijo
Não foi um romance intenso
Tanto que pra seguir com a relação, não havia desejo

A mim só resta lembrar
Quando encontrei a mais bela flor
Aquela que Deus me enviou
Pra mim chamar de ''meu amor''

A mim só resta lembrar
Quando iniciei a faculdade
Meus pais tão felizes por mim
Era a hora de encarar a vida com seriedade

A mim só resta lembrar
Daqueles tempos árduos
Faculdade, trabalho, amigos e namorada
Não tinha muito tempo, mas eu dava cabo

A mim só resta lembrar
Daquele tão sonhado casamento
Me senti realizado
Depois, pra Deus fiz um agradecimento

A mim só resta lembrar
Daquela rotina diária
O intenso trabalho que me matava
E a folga que era precária

A mim só resta lembrar
Daquele nervosismo sem fim
Não pude me conter, as lágrimas escorreram
Quando meu bebê sorriu pra mim

A mim só resta lembrar
Quando meu filho deu os primeiros passos
Acompanhava o seu crescimento com minha esposa
Abraçava minha família, após um dia de cansaço

A mim só resta lembrar
Daquilo que ensinei ao meu filho
Ele praticamente me idolatra
Nunca me trouxe empecilhos

E aqui estou eu
Contando alguns momentos da minha vida
Minha família do meu lado
Com a velha memória jamais esquecida

Oitenta anos nas costas
A idade me pegou
Nesses vários versos
Relatos de alguém que sempre sonhou

Nessa minha história
Não relatei sofrimentos
Se sofri? sofri sim
Se chorei? chorei sim
Mas a cada sofrimento que eu passei
Aumentava minha fome por vitórias
Vivi minha vida em plenitude
Talvez esse seja o caminho das glórias


Samuel Garcia
Piratini, 06/09/2012

terça-feira, 21 de agosto de 2012

O Rio.

A vida segue sempre em frente
Como um rio seguindo seu leito
Obstáculos surgem regularmente
Contorná-los ou passar acima deles, é o jeito

Tudo que senti, tudo que vivi

A chama da esperança trago acesa
Ansioso por mais experiências que estão por vir
Quero seguir minha correnteza

O caminho não é muito extenso

Um dia chegarei no fim
''Será que consigo?'' é o que penso
Rezo pra que o caminho não acabe cedo pra mim

Cada um tem seu caminho

Ventos fortes e chuvas intensas
Haverão também espinhos
E inundações imensas

Mas se você tiver fé, conseguirá escapar

Alguma alga, alguma pedra
Estará lá pra te ajudar
''Não desistir nunca!'' é a principal regra

Rios diferentes

Desafios inigualáveis
Vitórias ardentes
Façanhas memoráveis

Explique isso para seu filho
Peça que o ouça na hora
Em que ele estiver iniciando uma inevitável aventura
E no final, diga da seguinte forma:
"É como um rio
Haverão lembranças marcantes ou esquecidas
Você não tem direito a desvios
Seja bem-vindo à vida!"


Samuel Garcia

Piratini, 21/08/2012

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Menina.

Te amo tanto, menina
Quem me dera se você soubesse
Mas você nem imagina
Esse amor que a cada dia floresce

Um charme encantador
Me fascina por inteiro
Parece mentira, meu amor
Mas ainda não pude sentir teu cheiro

Uma vida ao teu lado
Me faria o homem mais feliz
Nossos destinos entrelaçados
Uma fonte de amor inesgotável fluindo num chafariz

Passa por mim, me arranca suspiros
O que fazer pra ti conquistar?
Você me cumprimenta com sorrisos
E eu me derreto, não dá pra disfarçar

Amo tanto você
E não te beijei, nem te abracei
Você pode me compreender?
Há como realizar o que sempre sonhei?

É inexplicável como você conseguiu
Chegar despertando esse sentimento
Que o meu coração, invadiu
Fez eu me apaixonar sem questionamento


Samuel Garcia
Piratini, 10/08/2012

Redenção.

A redenção é algo por muitos procurada
Perdão por atos maldosos
Uma correção assim almejada
É o que buscam: jovens, adultos e idosos

O sentimento de culpa que fica
Sempre chega cedo ou tarde
A consciência então se prontifica
A se corromper com a derradeira verdade

Verdade que muitos escondem para si
A guardam somente nas suas memórias
Para alguns, motivos para sorrir
Para outros, uma mancha negra na história

Para os de bom coração, ainda existe uma fuga
Uma segunda chance para consertar o incorreto
A luz no fim do túnel, o destino sempre julga
E então são absolvidos  se no coração só houver afeto

Eles sofrem com o arrependimento
Desesperados em busca de redenção
Não desejam que a verdade caia no esquecimento
Imploram a Deus o seu divino perdão

Ao corrigirem seus erros, aprendem uma moral
Praticar sempre o bem não importa a razão
Cabeça erguida e humildade pra espantar o mal
Fé em Deus, amor ao próximo e você terá sua redenção!


Samuel Garcia
Piratini, 06/08/2012

Baseado em Fatos Irreais.

Pegue a bola e faça o gol
Fure a rede, quebre o estádio
Faça seu próprio show
Até detonar o miocárdio

Vá pra escola, aprender
Jogue os colegas pela janela
Faça o prédio tremer
Como Menino Maluquinho, na cabeça uma panela

No aeroporto, na torre de comando
Faça com que os aviões esperem a permissão
Divirta-se com vários deles zanzando
Parecendo abelhas no ver da televisão

Mundo louco sempre girando
Quem nunca se perguntou: ''Por que estou parado, então?''
É louco, sem sentido, mas tem que ir aceitando
Senão perde a constante evolução


Samuel Garcia
Barrocão, 3º Distrito de Piratini, 28/07/2012

Um Amigo vale Trilhões.

Talvez o melhor presente dado por Deus
A amizade e seus benefícios
Valorize cada um dos seus
E eles o deixarão indícios

Estarão presentes nos momentos marcantes
Na alegria, na tristeza, no riso, no choro
Uma vez ou outra podem ser irritantes
Mas apenas a sua presença vale mais que ouro

Não te trairão, não te abandonarão
Dão tudo pra te ver sorrir
Agem não com a cabeça, mas com o coração
Então zele por eles e não os deixem partir

Certas vezes, partir é necessário
Então chega a saudade e as lembranças 
Fica na mente, o imaginário
Fica no coração, as esperanças

Digo que um amigo vale trilhões
Mas não me refiro a dinheiro
Ou a multidões
E sim ao carinho por inteiro
Um abraço, um sorriso
Uma eterna gratidão
Solidariedade quando for preciso
Companhia e compaixão
Ajudar e ser ajudado, é o dever
Preservar a amizade, é o desafio
Alguém pra confiar e segredos manter
Alguém simpático, educado, sincero e gentil

Amigo é o irmão
Amigo é o protetor
Amigo é a salvação
Amigo é o amor
Amigo é a confiança
Amigo é a felicidade
Amigo é a aliança
Amigo é a verdade


Samuel Garcia
Barrocão, 3º Distrito de Piratini, 26/07/2012