quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Simples Toque.

Ao simples toque no teu corpo
É como se perdesse minha consciência
Agindo por puro instinto
Aniquilo a voraz carência
Carência por ti
Tua beleza divina
O prazer do teu aroma
Apreciar tua perfeição já virou minha sina

Por que é deste jeito?
Por que não consigo te esquecer?
Se não estou contigo fico impaciente
Não há como não te querer
A vida continua, eu sei
Mas sem ti, o que seria de mim?
Não vejo graça em nada
Por que tem que ser assim?

E depois ainda me provoca
Tento me controlar mas é impossível
Sou teu escravo, me rendo a ti
Será que tu és humana? É incrível
Bela como uma princesa
Poderosa como uma rainha
Me sinto desligado
Quando tua boca encosta na minha

Busco uma maneira urgente
De conseguir viver sem ti
É difícil de acreditar
Mas só tu me faz sorrir
Talvez me distanciando
Seja a solução
Mas não esqueça que ainda te amo
Só quero mais espaço no meu coração


Samuel Garcia
Piratini, 26/09/2012

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Sempre.

Só em te ver
Meu coração bate depressa
Fica tão agitado
Já eu, fico eufórico e nada mais me interessa

Quando estou contigo
Quero tanto falar
Que acabo ficando nervoso
E poucas palavras termino por pronunciar

Talvez se nota como fico atrapalhado
Estar do teu lado é um momento especial
São raras essas ocasiões
E eu tento agir como se fosse um encontro normal

Mas apesar de todos os esforços, não consigo
Tua presença me deixa assim
Empolgado, inseguro, radiante
São vários os efeitos sobre mim

E quando fico perto de ti
Surge uma imensa vontade de te cuidar
Do teu lado fico a te proteger
Talvez do que o futuro irá reservar

Sensação ótima essa
Te proteger me satisfaz
Só meu coração entende
A felicidade que me traz

Através dessa poesia, espero que compreendas
Tudo o que sinto, o que guardo só pra mim
Penso em ti o tempo todo
Sempre, todos os dias do início ao fim


Samuel Garcia
Piratini, 21/09/2012

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

A Mim Só Resta Lembrar.

A mim só resta lembrar
Daquele primeiro carinho que recebi
Aquele amor incondicional dos meus pais
Bons momentos de alegria em que vivi

A mim só resta lembrar
Das minhas primeiras travessuras
Com minhas artimanhas
Levava todos à loucura

A mim só resta lembrar
Do primeiro dia na escola
Por mais que a minha mãe me deixasse na sala
Eu sempre voltava pra ela, como uma mola

A mim só resta lembrar
Dos primeiros amigos
Alguns, da minha vida, precisaram partir
E outros ainda estão comigo

A mim só resta lembrar
Daquela linda garotinha
Brincávamos de marido e mulher
Eu a achava uma gracinha

A mim só resta lembrar
Daquele primeiro beijo
Não foi um romance intenso
Tanto que pra seguir com a relação, não havia desejo

A mim só resta lembrar
Quando encontrei a mais bela flor
Aquela que Deus me enviou
Pra mim chamar de ''meu amor''

A mim só resta lembrar
Quando iniciei a faculdade
Meus pais tão felizes por mim
Era a hora de encarar a vida com seriedade

A mim só resta lembrar
Daqueles tempos árduos
Faculdade, trabalho, amigos e namorada
Não tinha muito tempo, mas eu dava cabo

A mim só resta lembrar
Daquele tão sonhado casamento
Me senti realizado
Depois, pra Deus fiz um agradecimento

A mim só resta lembrar
Daquela rotina diária
O intenso trabalho que me matava
E a folga que era precária

A mim só resta lembrar
Daquele nervosismo sem fim
Não pude me conter, as lágrimas escorreram
Quando meu bebê sorriu pra mim

A mim só resta lembrar
Quando meu filho deu os primeiros passos
Acompanhava o seu crescimento com minha esposa
Abraçava minha família, após um dia de cansaço

A mim só resta lembrar
Daquilo que ensinei ao meu filho
Ele praticamente me idolatra
Nunca me trouxe empecilhos

E aqui estou eu
Contando alguns momentos da minha vida
Minha família do meu lado
Com a velha memória jamais esquecida

Oitenta anos nas costas
A idade me pegou
Nesses vários versos
Relatos de alguém que sempre sonhou

Nessa minha história
Não relatei sofrimentos
Se sofri? sofri sim
Se chorei? chorei sim
Mas a cada sofrimento que eu passei
Aumentava minha fome por vitórias
Vivi minha vida em plenitude
Talvez esse seja o caminho das glórias


Samuel Garcia
Piratini, 06/09/2012