domingo, 14 de junho de 2015

Desabafo de uma Amiga.

Venci a batalha
E o troféu, sou eu
Minha luz tão falha
Agora acendeu

E quanto sofrimento
Uma angústia que assolava
Eis que, em um momento
A morte já acenava

Manobrei nas curvas do amor
E despistei as garras da solidão
Busquei em mim o meu valor
E encontrei minha salvação

A lágrima ainda escorre
Mas sua tarefa é emocionar
A felicidade recorre
A um meio de se espalhar

Lembrei dos presentes da vida
Os amores que vivem ao meu lado
Os irmãos que estão na torcida
E meu futuro, que está bem guardado

Há um outro amor que é delicado e feroz
Impossível de explicar
Quando eu e a família estamos a sós
É a certeza de que ele jamais irá cessar

E hoje, finalmente sei
Que nenhum mal me persegue
Pois tudo que conquistei
À Deus, está entregue

O futuro sorri pra mim
Eu tenho as ferramentas certas
Para seguir feliz e confiante, enfim
Vivendo de realizações e descobertas


Dedicada à Bruna Farias
Samuel Garcia
Piratini, 14/06/2015

Ligeiro e Profundo.

Cada sílaba que emana de tua boca
Torna dispensável o que há no mundo
Para alguém que almeja teu coração
Esse olhar ligeiro é profundo

Filha, sobrinha ou a própria?
Te banhas nos aposentos de uma divindade
Afrodite, rainha dos amores
Ou a rival, que vence aquela beldade?

De onde vem essa segurança
Que intriga e provoca?
Minha obsessão se afoga
No que tu, a mim, invocas

Origens distantes
Corpo esculpido
Bondade e justiça
É o sexto sentido

Sussurre aqui no meu ouvido
Teus sonhos mais secretos
E se, por um acaso, eu não reagir
É porque mereço teus afetos

Em ocasiões, digo adeus à paciência
E pulo no abismo do desespero
Acredito que perco a razão
Se nessas horas, beber do teu cheiro

Em tua ausência, me sinto estranho
Nada sou, apenas ocupo um espaço
Vida escapa de minhas entranhas
Sei que a cura é lhe ter em meus braços

Tua atenção é um tesouro
Escondido na cor dos teus olhos
E entre tantas e tantas lábias
Estão cada vez mais próximos

Amo a ti, mas também a mim
Versos de um homem arrogante
É onde jaz a chave do meu triunfo
Palavras do teu futuro amante


Samuel Garcia
Piratini, 06/06/2015